(65) 99233-3414 (whatsapp)

Guia de yôga para iniciantes

 

Yôga é uma palavra pequena, mas que carrega muito significado. Em sua língua original, o sânscrito, que dizer, essencialmente, unir e integrar. Apesar de ser um exercício físico, com benefícios para o ganho de tônus muscular e emagrecimento, seu objetivo principal não é trabalhar apenas o corpo, mas também nosso lado emocional e espiritual.

 

Por meio das posturas, que são chamadas de asanas, e do prana, como é chamada nossa energia vital, ganhamos mais força nos pulmões, fortalecemos o sistema nervoso central e aumentamos a imunidade – tudo isso absorvendo o prana por meio da respiração. Esse movimento do diafragma mais consciente e completo, pode melhorar também até o sistema digestivo.

 

Quer saber algumas informações importantes para começar a praticar essa arte milenar? Então confira abaixo o guia de yôga para iniciantes.

 

3 coisas que você precisa saber antes de começar a praticar yôga

 

1-    Quais são os benefícios do yôga?

O yôga agrega vantagens a seus praticantes que integram todos os aspectos da vida, proporcionando mais bem-estar e concentração.  Podemos citar algumas vantagens:

 

  •         Melhora a postura e alivia dor na coluna;
  •         Melhora doenças respiratórias
  •         Diminui ansiedade;
  •         Fortalece o sistema imunológico;
  •         Melhora concentração;
  •         Melhora disposição geral e qualidade de vida;
  •         Alonga o corpo;
  •         Ganho massa muscular e fortalecimento;
  •         Proporciona uma oportunidade de autoconhecimento.

 

2-    Como e quando começar a praticar?

Não há pré-requisito para começar a praticar yôga, ou seja, qualquer um pode ter esses benefícios em sua vida com a prática regular e comprometida. Por outro lado, apesar de não ter contra-indicações, é importante passar por uma consulta prévia com um médico para avaliar as características físicas de cada praticante. Dessa forma, você ficará ciente de suas necessidades e limitações.

 

Pessoas com problemas de saúde, como doenças cardíacas ou dores crônicas, entre outras, devem ter aval de um médico antes de iniciar a prática.

 

3-    Qual tipo de yôga devo escolher?

Existem diversos tipos de yôga praticados por todo o mundo. Por isso mesmo não há restrições para praticá-lo, pois é possível encontrar aquele que melhor se encaixa no seu perfil, disponibilidade física e vontade.  O Power Yoga, por exemplo, é uma modalidade que exige mais força e consciência corporal, outros já focam mais na parte física; outros ainda têm um tipo de abordagem mais holística e espiritual, com foco em meditações e exercícios de respiração, como Yoga Integral e Kundalini Yoga.

 

Mas, em resumo, todos eles apresentam o mesmo fundamento e seguem filosofias muito parecidas, prezando pela concentração, respiração consciente e meditação.

 

Gostou de saber um pouco mais sobre yôga para iniciantes? Vale a pena pesquisar e conversar com bons professores para escolher a modalidade certa para você alcançar o que busca com essa prática tão enriquecedora. Confira mais novidades em nosso blog. Já quer adquirir sua roupa de yôga? Clique aqui

Deixe seu Comentário